O Surgimento do Jornal

“O surgimento do Jornal”

A invenção dos jornais impressos surgiu a partir de algumas experiências fundamentais:

A impulsão da cultura manuscrita e o desenvolvimento dos sistemas de correio.

O jornalismo manuscrito, que era praticado desde a.C, em especial as gazetas manuscritas. 

O desenvolvimento de pioneiras técnicas de impressão, em especial a impressão tipográfica

                 criada por ( Joahnnes Gutenberg)

O jornalismo manuscrito, que era praticado desde a.C, em especial as gazetas manuscritas.

Duas formas, no entanto, eram voltadas unicamente para a veiculação de notícias do Estado.

Não traziam informações pautadas no interesse público.

Dessa abundância de cartas manuscritas, surge a partir do século XV, em Veneza, na Itália, as famosas gazetas manuscritas, um pioneiro tipo de jornal, feito à mão, que reunia as principais informações sobre a região, ocorridas num período. As gazetas eram oferecidas com periodicidade. Portanto, reuniam dois pontos marcantes que as aproximam dos jornais impressos: periodicidade e notícias de interesse do público.  Elas foram denominadas inicialmente como “fogli d´avvisi” ou “notizie scrittie”. Depois passaram a se chamar “gazetas”, por serem vendidas ao preço de uma “gazzeta”, moeda veneziana. Eram pequenas, normalmente uma página frente e verso. Aos poucos, as gazetas se espalharam por toda a Europa.

          Vinham de vários países. Não trazia títulos, apenas o local e data de procedência.

Inicialmente traziam notícias vinculadas ao interesse mercantil, com o informes sobre colheitas, chegada de navios, cotações de produtos e relatos de guerras. Aos poucos, passaram a trazer notícias sobre a sociedade, a religião e a política. Desta forma, passaram a ser censuradas e os seus organizadores, os gazetistas, passaram a ser perseguidos.

Com a chegada dos jornais impressos, com a invenção da prensa de tipos móveis por Gutenberg, as gazetas manuscritas ainda continuaram sendo usadas como forma de escapar do controle dos governos, tocando em assuntos polêmicos. Como a imprensa tipográfica passa a ser controlada pelos governos, todos os que queriam protestar passaram a usar como alternativa as gazetas manuscritas. Era mais fácil esconder o tinteiro do que uma prensa.

                                                                                                                         

                                                                                                         (Imagem da primeira forma do Jornal Impresso no Brasil)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: